Balancete: o que é, tipos e como é feito + [Exemplo]

balancete o que e tipos como e feito exemplo

O balancete é um relatório contábil que controla entradas e saídas e que pode fazer grande diferença na gestão das empresas e seus resultados.

Para fazer seu preenchimento, é preciso ter conhecimentos em contabilidade.

Se você ainda não oferece esse serviço aos seus clientes ou se pensa em abrir um escritório próprio, vale a pena continuar na leitura.

Elaboramos um guia completo com as principais informações sobre a ferramenta.

Assim, você terá os materiais certos para preencher o balancete e, mais do que isso, entender sua importância e como analisá-lo.

Ao final, ainda apresentaremos um exemplo simplificado sobre o relatório para que você veja como ele funciona na prática. 

Acompanhe!

O que é um balancete contábil?

Balancete contábil é um relatório que compara os números internos das contas da empresa.

É um documento que coloca lado a lado as entradas e saídas do caixa, juntamente aos débitos, créditos e saldo do negócio em um determinado período. Essa faixa de tempo pode ser mensal, trimestral, anual ou qualquer outra.

O balancete costuma preencher uma lacuna de informações dentro de uma empresa, já que o balanço patrimonial é apenas anual.

Elaborado de maneira clara e concisa, o relatório pode ser um grande aliado na tomada de decisão.

Com um olhar apurado sobre os números, o gestor poderá avaliar as fontes de entradas e saídas do negócio de forma objetiva.

O significado do balancete é, muitas vezes, confundido com o do balanço patrimonial. 

Apesar de possuírem semelhanças, os demonstrativos são diferentes. Confira a seguir.

Qual a diferença de balanço e balancete?

balancete qual diferenca balanco

Antes de mais nada, há ponto divergente entre os relatórios é quanto ao uso.

O balancete tem como função central a análise da equivalência de créditos e débitos. 

Em resumo, ele serve para verificar se haverá dinheiro suficiente entrando na empresa para pagar todos os gastos previstos.

Em contrapartida, o balanço patrimonial faz uma análise mais aprofundada sobre os números, verificando se houve prejuízo ou lucro acumulado durante o ano.

Como e quando o balancete é usado?

O relatório pode ser utilizado como uma fotografia do momento analisado. 

Ou seja, em modelos mais simples, ele apenas apresenta dados estáticos do período, sem parâmetros comparativos.

Assim, o balancete é um documento importante para que a gestão verifique a situação momentânea da empresa e, então, tome decisões práticas. 

Por exemplo, se existem muitas contas a pagar e poucas a receber, pode ser necessário renegociar prazos de pagamentos junto aos fornecedores ou tentar um empréstimo no mercado.

Quais são os tipos de balancete?

balancete quais são tipos

Primeiramente, antes de entendermos quais são os tipos de balancete, precisamos saber como o demonstrativo é estruturado.

O relatório contábil é formado pelas contas patrimoniais e de resultado. Isto é, ele apresenta dados sobre o ativo e passivo da empresa, além de receitas e despesas.

O ativo é formado por bens e direitos – ou seja, o que o negócio tem a receber. O passivo, por outro lado, relaciona as obrigações de pagamento da organização.

Por fim, as contas de resultado representam as entradas e saídas de dinheiro da empresa através das receitas e despesas do negócio.

Agora, a gente consegue entender quais são os tipos de balancete. 

A principal diferença entre eles é a maneira como as contas são apresentadas.

Assim, confira como o balancete sintético e analítico são elaborados.

Balancete Sintético

Como o nome sugere, o balancete de verificação sintético é resumido. 

Então, ele apenas demonstra os números finais das principais contas patrimoniais da empresa.

Balancete Analítico

O balancete analítico detalha as contas, apresentando o máximo de dados relevantes ao negócio. 

Assim, o relatório é mais extenso, com maior quantidade de informações para a análise do gestor.

Como é feito um balancete?

Como vimos, o balancete é composto por contas patrimoniais e de resultado, tanto do ativo, quanto do passivo, receitas e despesas. 

Então, é necessário pegar os números acumulados pela empresa no período analisado. 

O balancete tem algumas regras de preenchimento. 

Assim, ele deve possuir a identificação da empresa, data, identificação das contas, saldos das contas e saldo final.

Portanto, nos modelos mais detalhados, ele precisa ter também código e descrição das contas, saldo inicial, valor debitado, creditado e saldo final da contas patrimoniais e de resultado.

Veja, ainda, outras etapas importantes da sua elaboração:

1 – Preenchendo contas do ativo

A ordem de relação das contas do ativo deve se dar por liquidez. 

Isto é, os valores que podem se tornar dinheiro de forma mais rápida devem ser relacionados primeiro e, na sequência, as contas de menor liquidez.

2 – Preenchendo contas do passivo

No passivo, no entanto, a ordenação é diferente. 

Assim, as suas contas devem ser descritas por exigibilidade – ou seja, pelo prazo de pagamento. 

Então, as obrigações que devem ser quitadas primeiro são as que aparecem antes das demais.

3 – Preenchendo contas de resultado

Por fim, as contas de resultado devem relacionar:

  • Receitas: todos os ganhos da empresa, com vendas e demais fontes
  • Custos: valores diretamente relacionados ao negócio, como custo de aquisição e de fabricação
  • Despesas: gastos não atrelados à atividade-fim da empresa, como folha de pagamento do setor de limpeza e manutenção.

Exemplo de balancete

balancete exemplo

Depois de tudo o que vimos até aqui, vamos dar uma olhada em um exemplo de balancete que traz os elementos já apresentados.

ContasSaldo DevedoresSaldo Credores
ATIVOR$ 41,000.00R$ 0.00
CaixaR$ 10,000.00
BancosR$ 25,000.00
Duplicatas a ReceberR$ 6,000.00
PASSIVOR$ 0.00R$ 26,250.00
Duplicatas a PagarR$ 15,750.00
Salários a PagarR$ 10,500.00
RECEITASR$ 5,100.00R$ 0.00
Venda AR$ 1,500.00
Venda BR$ 3,600.00
DESPESASR$ 0.00R$ 10,500.00
Fornecedor AR$ 6,900.00
Fornecedor BR$ 3,600.00
TOTALR$ 46,100.00R$ 36,750.00

Conclusão

Como vimos ao longo do texto, o balancete é um relatório contábil que retrata as contas patrimoniais e de resultado de uma empresa em determinado período. 

Esse documento tem uma importante função para a gestão das empresas, já que facilita a tomada de decisão.

Um bom líder é aquele que se municia de todas as informações para conduzir melhor os negócios.

Portanto, se você quer ser essa figura, faça deste texto o seu ponto de partida

Para mais dicas como essa, visite o site da Patrimonium Thinking e conheça o curso Como tornar a contabilidade um negócio extremamente lucrativo.

Márcio Bento

Contador, CEO da Patrimonium Contabilidade, fundada em 2011. Já atendeu mais de 1.000 clientes em 23 estados, com 15 anos de experiência na área.

Criado e desenvolvido por Olah Comunicação Digital.